Acentuação gráfica nova ortografia

Com a nova ortografia, algumas das regras de acentuação acabaram sofrendo alterações. Confira o que continua e o que não se usa mais.

Todo mundo já deve saber que a regra ortográfica no Brasil sofreu alteração no último ano, tendo como principal finalidade unificar a ortografia entre os países de idioma português, e mesmo com tempo estimado para adaptação, muitos concursos e vestibulares já estão adotando a nova regra ortográfica. Desta forma, para lhe ajudar para se preparar para os vestibulares e concursos que virão já adaptados em relação à mudança ortográfica, veja logo abaixo o tipo de palavra ou sílaba e respectivamente suas alterações:

                       

-Proparoxítonas: Continua tudo como era antes da aplicação da nova regra ortográfica, isto é, acentua-se sempre, podendo fazer o uso de acento agudo ou circunflexo de acordo com a sua pronúncia. Exemplos: cômodo, sólido, acadêmico, fenômeno.
-Paroxítonas: Continua tudo igual, ou seja, palavras terminadas em ‘ens’ não levam acento, como polens, hifens. Utiliza-se apenas o diferencial agudo ou circunflexo quando haver variação de pronúncia, como sêmen e fêmur. Além disso, não coloca acento no paroxítonos que terminam em ‘r’ e em ‘i’, como inter-helênico, semi-internato, anti-herói, e super-homem. Somente acentuam-se paroxítonas quando terminar em R, X, N, L, I, IS, UM, UNS, US, PS, Ã (s), ÃO (s); ditongo oral, seguido ou não de S. Por exemplo, bênção, tênis, órfãos, cárie, éden, próton.
-Oxítonas: Também continuam da mesma forma, onde as palavras terminadas em ‘i (s)’, ‘u (s)’ não levam acento, como tatu, abacaxi e Morumbi. Utiliza-se indiferentemente o circunflexo ou agudo quando houver variação de pronúncia, como Bebê, purê. Desta forma, acentua-se oxítonas quando terminadas em a (s), e (s), o (s), em (ens). Por exemplo: igarapé, parabéns, refém, vatapá.
-Ditongos abertos em palavras paroxítonas: Esta é uma regra que desapareceu para estas palavras, ou seja, a partir de agora se escreve colmeia, ideia, boia, celuloide. No entanto, observe que há casos em que a palavra se encaixará em outra regra de acentuação, como Méier e contêiner, pois são paroxítonas terminas em ‘r’.
-‘ôo’ e ‘ee’: Esta regra desapareceu no português, isto é, enquanto antes se escrevia zôo, vôo e vêem, a partir de agora se escreve: zoo, voo e veem.
-Acento diferencial: Esta é mais uma das regras ortográficas que desapareceram no idioma português, exceto para alguns verbos, como poder (pôde), pôr, ter e vir. Assim, não mais levam acento às palavras compostas com o verbo parar e fôrma, como para-raios, para-choque.
-Trema: Este não é mais um acento ortográfico, isto é, o trema desapareceu do ‘u’ e de todas as palavras do português, como delinquente, linguístico, tranquilo, linguiça. No entanto, a pronúncia destas e outras palavras que continham trema, continuam da mesma forma.

Nenhum voto, seja o primeiro



Maikon
27/11/10


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook
    deusilene carvalho - 01/03/2014

    muit bom achei legal