Alimentação na terceira idade

A alimentação é uma parte muito importante para ter uma vida saudável. Na terceira idade não é diferente e também preciso de atenção.

Com o passar dos anos não é apenas a pele que sofre, isto é, rugas é uma das principais características visíveis da terceira idade, mas a partir dos 65 anos de idade, as estruturas orgânicas e a sua atividade também sofrem alterações, assim como a construção estrutural e biológica do indivíduo. Os fatores mais comuns do envelhecimento são vários, como nutricionais (ambientais), genéticos e estilo de vida, por este motivo é de grande importância que você mantenha sempre uma alimentação equilibrada e saudável, sobretudo, na fase adulta, assim as chances surgir doenças serão mínimas e a longevidade será maior. Contudo, são muitas as pessoas que se questionam o que os idosos devem ingerir, quais alimentos são mais recomendados, enfim, é válido ressaltar que o metabolismo com o passar dos anos fica mais lento e tem a sua funcionalidade comprometida, assim é preciso redobrar a atenção para a dieta diária. Desta forma, para lhe ajudar nesta tarefa, veja logo abaixo algumas dicas que selecionamos para você:

Mais sobre Alimentação na terceira idade

-Alimente-se a cada três horas e entre uma refeição e outra procure ingerir uma fruta ou um chá. O recomendado é que o idoso faça de três a cinco refeições diárias e em horários certos, isso fará com que o mesmo coma descontroladamente e alimentos inadequados.
-Faça a ingestão mínima de oito copos de água ao longo do dia, essa dica deve ser levada a risca, já que o idoso tem maior propensão para se desidratar, e na terceira idade a vontade de beber água diminui, fazendo com que a ingestão deste importante líquido seja bem menor.
-Adicione ervas em sua alimentação, como por exemplo, salsinha, coentro, alecrim, gengibre, orégano e outras, assim você poderá melhorar o sabor dos alimentos, sendo esta uma ótima forma de evitar grandes quantidades de sal.
-Evite o consumo de açúcar e de alimentos açucarados, ou seja, reduza o consumo de biscoitos, de bolachas recheadas, de doces, de bolos, enfim, de alimentos do gênero para no máximo duas vezes por semana.
-Diminua a ingestão de alimentos gordurosos e de gorduras. Esta dica também é válida para carnes com gordura aparente, frituras, mortadela, salsinha, salgadinhos e outros alimentos. Estes devem ser ingeridos no máximo uma vez por semana.
-Faça a ingestão de feijão pelo menos uma vez ao dia.
-Aumente o consumo e a variedade de frutas, verduras e legumes. Coma estes alimentos vegetais e naturais cinco vezes ao dia.
-Dê preferência para os alimentos cozidos, os quais facilitam a mastigação e ainda são livres de gordura, assim como os grelhados e os assados.

Leia mais sobre alimentação:

 

30/04/11 por Maikon

   



Mais informações por email

Comentar