Como prevenir o AVC

O número e casos de Acidente Vascular Cerebral vêm crescendo a cada ano, algo que necessita de um especial alerta e atenção por parte da população brasileira, já que para este problema, é mais fácil e positiva a prevenção do que o tratamento. Já pensou nas perdas que você poderá obter sofrendo um AVC? E os ganhos evitando-o? Por se tratar de um problema que atinge toda e qualquer faixa etária, é preciso que todos estejam atentos para evitar o derrame, sobretudo, os idosos. Para prevenir um Acidente Vascular Cerebral é de grande importância a correção e controle dos fatores de risco, os quais são modificáveis, como a diabetes, o estresse, doenças hematológicas, as doenças cardiovasculares, a hipertensão arterial, a obesidade, o tabagismo, a hipercolesterolemia e o sedentarismo. De acordo com especialistas, a hipertensão arterial é um dos fatores modificáveis de maior importância, já que é essencial que os indivíduos controlem os níveis tensionais baixos, e a tensão arterial equilibrada para cada um poderá ser determinada por um médico, de maneira individual. Contudo, generalizando a situação, uma pressão arterial considerada ótima gira em torno de 120/80mmHg.

             

Além destes, o derrame cerebral se caracteriza por outros fatores de riscos importantes, como arritmias cardíacas ou estreitamento causado pelas placas ateroscleróticas nas artérias que irrigam o encéfalo. Uma receita básica para evitar um Acidente Vascular Cerebral é ter uma vida saudável, cuidar da alimentação e também dos exercícios físicos, os quais devem ser realizados regularmente. Fazendo isso, você reduzirá em até 60% as chances de sofrer um derrame cerebral, o qual é considerado atualmente no Brasil, o grande vilão de sua população, já que é a principal causa de morte no país. Segundo dados do MS (Ministério da Saúde), em 2004 o AVC foi responsável por mais de 90 mil óbitos, colocando o infarto agudo do miocárdio em segundo lugar, com 65 mil mortes.

Infelizmente, esta é uma das doenças que provocam sequelas nos pacientes, assim quando sobrevive, o paciente sofre com diversas dificuldades de movimentação, de fala e de compreensão. Para se ter uma ideia, cerca de 30% dos pacientes morrem e outros 30% ficam com sequelas graves, enquanto apenas 20% ficam com sequelas leves e os outro 20% ficam sem sequelas. Desta forma, para que você evite e previna um Acidente Vascular Cerebral é necessário que você também evite os fatores de risco, e para evitá-los, é necessário que você tenha uma vida saudável e ativa. Por isso, acaba com a preguiça e sedentarismo, deixa as frituras e alimentos calóricos e não saudáveis no mercado, e viva sem riscos.

0 voto



Maikon
28/11/10



Vídeos Relacionados

Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook

X
Curta a página