Como tratar a labirintite

A labirintite é uma inflamação na parte interna do ouvido mais especificamente no labirinto, responsável pela audição e equilíbrio.

A labirintite é um problema que atinge o labirinto, região que se localiza no interior dos ouvidos, assim os ouvidos não possuem apenas a função de audição, mas também de manter o equilíbrio de nosso corpo. De acordo com especialistas, as causas da labirintite são diversas, podendo ser excesso de açúcar no sangue, estresse e disfunções hormonais. Mas para a felicidade das pessoas que sofrem com este tipo de problema, é como controlá-lo e para isso, basta realizar o tratamento correto e realizar a ingestão dos medicamentos de forma adequada. Além disso, para auxiliar no tratamento da labirintite é indicado que sejam eliminados do cardápio do paciente a cafeína, e é recomendada a ingestão de muito líquido e descansar. Ainda é solicitado que a pessoa não fique longos períodos em jejum e jamais fazer dietas radicais e mirabolantes, assim o ideal é se alimentar sempre a cada três horas.

Quem sofre com a labirintite tem como principal desconforto a sensação de zonzeira e falta de equilíbrio, e para lhe ajudar a combater estes principais sintomas da doença, saiba que existem algumas dicas uteis, como:

-Ao sentir tontura, procure ir para um local ventilado e permaneça sentado, mantendo os olhos abertos e olhando para um ponto fixo na parede;
-É válido ressaltar que a labirintite não causa desmaios, e caso este problema também se faça presente durante as crises, por exemplo, quando se recuperar procure um médico;
-Se você necessite socorrer uma pessoa que tem labirintite é necessário que você a coloque sentada. Além disso, não ofereça nenhum estimulante, como café ou refrigerante.

O tratamento da labirintite geralmente consiste pela prescrição de Proclorperazina, medicamento que auxilia na amenização dos sintomas de náusea e vertigem. Já a labirintite causada por infecção causada por bactérias ou vírus são indicados medicamentos para combater tal infecção resultante. No entanto, há também outro fator que pode ser o causador do problema, como a ansiedade, a qual pode interferir no processo de compensação do equilíbrio, assim é importante tratar os transtornos como depressão ou/e ansiedade o mais rápido possível para que o cérebro recupere qualquer dano vestibular. Para curar a tontura residual da labirintite em muitos casos é indicada a terapia de reabilitação vestibular, que atua no cérebro fazendo com que mesmo utilize mecanismos neurais existentes para adaptação, compensação e plasticidade.

Nenhum voto, seja o primeiro



Maikon
26/03/11


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook