Introdução a anatomia animal

O corpo animal se difere em várias coisas do humano. Veja como é a anatomia dos animais e entenda as diferenças da anatomia humana.

Antes de você começar a estudar mais a fundo a anatomia animal, você sabe o que quer dizer a palavra anatomia? Tal palavra possui origem grega, sendo que Ana significa em parte e tomia (temnein) cortar, desta forma, o estudo em questão deve ser realizado em partes. O estudo da anatomia óssea do animal se inicia através da morfologia, a qual pode ser macro, sendo a constituição somada ao desenvolvimento, e também microscopicamente. A anatomia sistêmica consiste em todos sistemas que formam o organismo animal, os quais são: sistema esquelético, sistema articular, sistema circulatório, sistema linfático, sistema respiratório, sistema digestório, sistema endócrino, sistema urinário, sistema reprodutor, sistema nervoso, sistema sensorial e sistema tegumentar.

O corpo do animal é divido em cinco regiões fundamentais, sendo elas: cabeça, pescoço, tronco (subdivido em três partes: torácica, abdominal e pélvica), membros (total de quatro, par pélvico e par torácico) e cauda. O corpo animal também conta com cavidades, que possuem a finalidade de proteger um órgão ou região do organismo que é considerado ‘frágil’, assim podemos encontrar a cavidade craniana (do crânio), cavidade torácica (do tórax), cavidade abdominal (do abdômen) e cavidade pélvica (da pelve). Além disso, quanto ao estudo da anatomia animal você deve possuir conhecimento em sua posição e descrição anatômica, isto é, quanto a sua estação, em pé e com os quatros membros apoiados ao solo, em que o pescoço forma um ângulo de 145° com o dorso, cabeça e olhar dirigidos para a frente.

Mais sobre Introdução a anatomia animal

Há também os planos de delimitação, os quais se totalizam em seis, sendo dois planos horizontais (Dorsal e Ventral) e quatro verticais (Caudal, Cranial e, laterais D e E). Desta forma, encontramos os eixos do animal, que nada mais é do que uma linha imaginária que passa pelo centro do corpo, sendo assim a união entre dois planos, os quais foram citados logo acima. Assim, temos três eixos: eixo craniocaudal que se estabelece do plano cranial ao caudal; o eixo dorsoventral que se estabelece do plano dorsal ou plano ventral; e o eixo laterolateral que se estende entre os dois planos laterais. Os planos de secção também passam a fazer parte do estudo, os quais são três: Plano Sagital Mediano que ‘corta’ o animal exatamente ao meio, ou seja, em partes direita e esquerda; Plano Transversal que se estende do plano cranial para o caudal; e o Plano Frontal ou Dorsal que se estende dos planos dorsal e ventral.

Deve-se obter um conhecimento mais aprofundado sobre os termos gerais de posição e direção, como palmar e plantar, axial e abaxial, rostral, superior e inferior, externo e interno, superficial e profundo, proximal e distal, cranial e caudal, dorsal e ventral, médio, medial. Somente tendo estes conceitos em mente que você poderá partir para o sistema ósseo do animal, caso contrário você poderá se confundir em seus estudos. Desta forma, estude muito bem estes conceito para não entrar em confusão, já que o conteúdo da anatomia animal é bem extenso.

Saiba mais sobre animais:

27/09/10 por Maikon

   



Mais informações por email

Comentários

  1. Anatomia animal

    januário jaime bizueque

    07/03/17

Comentar