Narração descrição e dissertação


Todos os estudantes devem saber que existem tipos de narração, sendo que as comentadas aqui neste artigo são respectivamente, descrição e dissertação, sendo esta ultima a mais comum e solicitada em vestibulares e em concursos. Mas você sabe o que é narração? É um tipo de texto em que são relatados fatos com personagens em um determinado local e espaço, sendo que para a narração, há dois tipos, a histórica e a psicológica. A narração histórica é linear, ou seja, um romance de tempo cronológico, sendo assim uma sucessão de fatos históricos no tempo, ações exteriores. Já a narração psicológica é de romance vertical, ou seja, de tempo psicológico.

             

Desta forma, a narração descritiva ou descrição pode ser de um cenário ou de uma personagem, sendo que esta última geralmente são planas e descritas minuciosamente, isto é, suas ações alo do da história, confirmando tal ação apenas com a descrição, tendo assim necessariamente as características que compõem determinado objeto, ambiente, personagem ou paisagem. Para sua maior compreensão, veja o exemplo a seguir: O seu corpo era esbelto e musculoso, e sua estatura alta. A pele clara refletia o sol do meio dia, e seus olhos azuis como o azul do mar espalhava a luz em seu interior com a alegria de jovialidade e de viver. Seu traços bem desenhados constituíam uma fisionomia bela e calma, as quais mais se assemelhavam como uma pintura ou obra de arte.

A dissertação é um tipo de texto em que são expostas ideais gerais, seguidas de argumentos e de apresentações que a comprovem, sendo que na dissertação é preciso que você fique atento a diferentes pontos, como verbos, linguagem, palavras, expressões, períodos e estrutura. Além disso, você deve certificar de que a sua dissertação possui no mínimo 15 linhas escritas e no máximo. No entanto, a grande dificuldade dos estudantes é quanto ao verbo e as expressões, sendo que o primeiro deve se encontrar apenas na terceira pessoa, ou melhor, se referindo a ele, ela, eles e elas. Já as expressões são facilmente encontradas como ‘eu acho’, ‘de acordo com o que penso’, ‘particularmente’, ‘na minha na opinião’, enfim, expressões como estas em redações dissertativas, as quais são redundantes, já que o texto dissertativo tem como finalidade transmitir ao leitor o ponto de vista do autor em relação ao tema em questão. Desta forma é redundante utilizar tais expressões, mesmo que seja necessário manter a terceira pessoa no discurso.

0 voto





Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook

X
Curta a página