O que é Meningite e o que ela causa

Meningite é uma inflamação nas meninges, que são as membranas que revestem o cérebro e a medula espinhal. Confira mais informações.

O que é Meningite e o que ela causa A meningite é uma doença que ocorre a partir da inflamação e infecção das meninges, que são delicadas membranas que protegem e revestem o sistema nervoso central, medula espinhal, tronco encefálico e o encéfalo. A doença, que poder ser fatal, é causada por vírus, bactéria ou fungo. Por seu alto contágio, é uma doença de constante preocupação, mesmo já existindo vacinas para algumas apresentações da infecção. Em 1975, por exemplo, os Jogos Pan-Americanos de São Paulo, foram cancelados devido a uma epidemia da doença. A meningite viral, mais comum e menos grave que a bacteriana, tem sido o tipo mais frequente da doença no Brasil, nos últimos anos. Como principais sintomas surgem a febre, o mal estar, vômitos e náuseas frequentes, dores por todo o corpo, cansaço e fraqueza. Um dos sinais meníngeos, que são manobras de exame médio que mostram a presença da doença é a rigidez da nuca. Outro sinal é a dor excessiva quando o médico ergue a perna do paciente deitado. Como a princípio a meningite viral pode ser confundida como encefalite (infecções do cérebro) ou meningite bacteriana, o exame mais eficiente é a coleta do líquor. Na meningite viral é verificado o aumento de leucócitos, linfócitos e monócitos. O paciente com meningite viral, deve permanecer em isolamento por 7 dias, recebendo o tratamento. A forma mais perigosa da doença vem na Meningite Bacteriana. O doente tem 25% de chances de apresentar sequelas ou morrer em consequência da inflamação e infecção. A meningite bacteriana acontece quando a bactéria atinge a circulação sanguínea e posteriormente, o sistema nervoso central. Uma vez instaladas é difícil para o corpo eliminá-las, pois os anticorpos não chegam com facilidade às meninges, como acontece em outras partes do corpo. Podemos dizer que a resposta do corpo para infecção torna-se lenta. O organismo reconhece o invasor, mas não trabalha rapidamente para eliminá-lo. Nas meninges, as bactérias desenvolvem uma severa inflamação, que leva ao edema (inchaço) do cérebro. Os sintomas são clássicos: febre, vômitos, rigidez da nuca, dores pelo corpo. A confusão mental também ganha destaque na forma bacteriana da doença. É importante o diagnóstico precoce, pois em muitos casos é ele que garante que o paciente não faleça. Um das bactérias mais graves, os meningococos podem acarretar sintomas parecidos com os de uma gripe. Mas, em questões de horas o quadro evolui para níveis extremamente preocupantes.

                       
Nenhum voto, seja o primeiro



Jessica
22/06/09


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook