Saiba o que fazer ao ser demitido


Saiba o que fazer ao ser demitido

Ao ser demitido, acalme os anos e aproveite o desligamento para repensar a sua carreira, reconhecer erros e acertos e voltar ao mercado de trabalho com força total. Mas, quando demitido, o empregado tem vários direitos e é importante ter conhecimento sobre eles. Ao desligar-se do emprego, os direitos do trabalhador se modificam de acordo com a forma com que o mesmo encerra o seu contrato de trabalho: por inciativa própria ou por iniciativa do empregador.
No primeiro caso, que costumamos chamar de pedido de demissão, o trabalhador tem direito garantido pela CLT – Consolidação das Leis Trabalhistas às seguintes verbas de rescisão: aviso prévio ,caso você avise o empregador com a antecedência de 30 dias e trabalhe o mesmo período antes de se desligar (se optar por não trabalhar, poderá sofrer descontos); saldo de salários (os dias que trabalhou e ainda não recebeu); 13º salário e férias proporcionais ao período que trabalhou e ainda 1/3 de férias calculado sobre o valor das férias proporcionais.
Pedindo demissão, o empregado não tem direito ao seu Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, FGTS, mas o valor continuará vinculado à conta do trabalhador e rendendo juros e correções.
Para o segundo caso, quando você é dispensado por iniciativa da empresa existem ainda duas diferenças: a demissão sem justa causa prevista em lei e com justa causa. Para demissões com justa causa o empregado tem direito a receber as verbas de saldos salariais; aviso prévio no valor da última remuneração, 13º salário e férias proporcionais; 1/3 das férias proporcionais; o saque do FGTS depositado na Caixa Econômica Federal, indenização de 40% calculada sobre o total dos depósitos realizados na conta do FGTS durante o contrato de trabalho; devidamente corrigido; inclusive sobre os depósitos sacados durante a vigência do contrato; e seguro desemprego, se o contrato for superior a seis meses.
Para o caso de demissões com justa causa, o empregado recebe o saldo de salário e as férias vencidas com acréscimo de 1/3 referente ao abono constitucional, caso tenha mais de um ano de empresa. Pela justa causa, o empregado demitido perde, portanto, o direito ao saque do

             
0 voto



Jessica
10/06/09


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook
  1. gostaria que me envia-se por mail minuta de uma carta da entidade patronal a dimitir o empregador, com contrato a termo certo e quase a fazer 5 anos de casa por extinçaõ de postto de trabalho.
    agradecendo desde ja a v/melhor atenção subscrevo-me

    claudia correia
    20/01/10 às 7:33 pm

X
Curta a página