Tratamento para o Transtorno Bipolar


O transtorno bipolar é uma doença que tem como principal característica variações distintas e extremas de humor da pessoa intercaladas com momentos de normalidade. Isto é, há oscilações normais como, por exemplo, estados de tristeza e alegria e até mesmo alterações mais bruscas como depressão e euforia. Geralmente, o transtorno bipolar é confundido com modificações de humor momentâneas que são resultados de dificuldades da rotina, as quais desaparecem juntamente com as dificuldades. O sintoma mais comum e característico da doença é a mudança repentina de comportamento, como de eufórico para triste, alegre para depressivo, enfim, mudança súbita de comportamento seja ele qual for. A pessoa que sofre com o transtorno bipolar não percebe estas oscilações de humor devido à capacidade de avaliação e seu senso crítico estarem prejudicados.

             

Na fase de euforia, dentre os sintomas mais comuns, destacam-se: alergia duradoura e em excesso; insônia, inquietação mental e física; agitação, pensamentos acelerados; tagarelice; autoconfiança e otimismo exagerados; sensação de poderes especiais; e aumento do desejo sexual. Nos casos mais graves e severos, podem haver a presença de delírios, abuso de álcool e drogas, alucinações, desinibição exagerada, desejo ou ideia de suicídio e comportamento inadequado. Já os sintomas relacionados à fase de depressão, encontram-se: irritabilidade; depressões graves; alucinações ou delírios; desespero; falta de sentimentos de prazer; sensação de vazio; desânimo; preguiça; falta de energia física e mental; cansaço; pensamentos negativos; idéias de culpa; fracasso; tristeza; humor melancólico e angústia; sentimentos de insegurança e medo; baixa autoestima; perda ou aumento de apetite ou peso; insônia; falta de interesse e iniciativa. Em casos mais graves: dores ou sintomas físicos que não se explicam por outras doenças, idéias suicidas.

O tratamento para o transtorno bipolar é mais recomendado fazê-lo através de medicamentos e psicoterapia, no entanto, é necessário que seja feito um diagnóstico correto por um terapeuta para controlar as mudanças repentinas de comportamento e formas de aliviar os sintomas. No tratamento, a presença da família se faz muito importante, principalmente, é a família que geralmente detecta a doença no indivíduo. A família e amigos por perto farão com que a pessoa se sinta mais segura, tenha sensação de apoio e compreensão, para que assim aumenta-se a possibilidade da mesma ter uma vida produtiva e com qualidade.

É válido ressaltar que as pessoas não percebem o transtorno bipolar, e por este motivo, se você conhece alguém que apresenta estes sintomas ou se você os apresenta, procure um médico para que seja feito o diagnóstico e assim solucionar o problema através de tratamentos adequados. Se você conhece alguém que apresente este problema, alerte a família.

0 voto





Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook
  1. como fazer esse tratamento gratuito pelo s.u.s? e qual medicamento caseiro, algum tipo de cha para amenizar os sintomas, antses de ir a um especialista. informaçoes desse tratamento gratuito no rio de janeiro.

    JUSCILENE
    30/11/10 às 9:36 am

X
Curta a página